O varejo brasileiro é composto por vários subsegmentos, como supermercados, farmácias, eletrodomésticos, etc. A soma desses mercados impactam a economia do país como um todo, sendo o segmento que mais emprega profissionais, direta e indiretamente.

De acordo com a pesquisa “O Papel do Varejo na Economia Brasileira“, realizada pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), o setor corresponde a 11,04% do PIB nacional, se mostrando um grande pilar para o país. 

Economicamente falando, os resultados do varejo são determinados por quatro fatores principais: consumo, renda, confiança do consumidor e acesso a crédito. Durante a pandemia, todos esses fatores foram prejudicados e, por esse motivo, as empresas tiveram que se desdobrar para superar esse momento difícil. 

Além disso, grande parte das empresas tiveram suas portas fechadas e, consequentemente, o e-commerce ganhou maior relevância e cresceu 41% em 2020, de acordo com a pesquisa Webshoppers, realizada pela Ebit | Nielsen. Esse cenário premiou as empresas mais preparadas para atuar no online e obrigou aquelas mais analógicas a acelerarem sua digitalização. 

Diante dessas mudanças, algumas empresas perderam e outras saíram ganhando. O objetivo desse conteúdo é apresentar o resultado das 5 maiores empresas do segmento varejista, segundo o Ranking IBEVAR 2021. Dessa forma, será possível visualizar como essas empresas reagiram à crise sanitária.

5-maiores-varejistas-do-brasil-publicidade

1. Carrefour

O Grupo Carrefour Brasil iniciou sua história no país em 1975, com a inauguração de um hipermercado em São Paulo. Desde então, a empresa acelerou o número de abertura de lojas ano a ano e se consolidou como uma das maiores varejistas até chegar ao número um. 

A empresa é uma subsidiária integral do Grupo Carrefour, de origem francesa, com atuação em mais de 30 países. O Brasil é o segundo maior mercado da empresa, perdendo apenas para seu país de origem. Além do Carrefour, a empresa atua em outras bandeiras como, por exemplo, o Atacadão, a bandeira de atacarejo da companhia. 

A empresa emprega, aproximadamente, 95 mil funcionários nas 721 lojas espalhadas por todo o Brasil. Em 2020, o faturamento foi de R$ 74,75 bilhões e, por conta disso, a empresa garantiu o primeiro lugar do ranking. 

2. GPA – Alimentar

O Grupo Pão de Açúcar (GPA) foi fundado em 1948, na cidade de São Paulo, por Valentin dos Santos Diniz, pai do icônico Abílio Diniz, que anos depois da fundação se tornou o principal nome da empresa, conduzindo-a ao topo do varejo brasileiro. 

A empresa foi controlada pela família Diniz até o ano de 2012, quando o grupo francês Casino assumiu integralmente o comando da companhia. O acordo foi assinado em 2006, mas só se concretizou 6 anos depois.

Hoje, a empresa possui, aproximadamente, 873 lojas. Além do Pão de Açúcar, bandeira de supermercados, também possuem o Extra, Mercado Extra e Minuto Pão de Açúcar. Somadas, as bandeiras empregam cerca de 57 mil colaboradores.

Em 2020, o Grupo Pão de Açúcar faturou R$ 55,73 bilhões, garantindo a empresa no segundo lugar do ranking, perdendo apenas para o Grupo Carrefour. A distância do GPA para a terceira colocada é muito relevante e, por conta disso, dificilmente a empresa perderá a posição no próximo ano.

3. Magazine Luiza 

O Magazine Luiza foi fundado na década de 50 pelo casal Pelegrino José Donato, um caixeiro-viajante, e Luiza Trajano Donato, uma balconista, na cidade de Franca, no interior de São Paulo. No início, a empresa se chamava “A Cristaleira”, se tornando Magazine Luiza alguns anos depois.

Anos depois, a empresa foi comandada por Luiza Helena Trajano, sobrinha da fundadora Luiza e um dos nomes mais influentes do varejo brasileiro, liderando diversas iniciativas em prol da população brasileira e os colaboradores do Magalu.

Hoje em dia, a empresa é comandada por Frederico Trajano, filho de Luiza Helena. Frederico foi o grande responsável pelo processo de transformação digital da companhia, fazendo com que o Magalu se tornasse referência nesse sentido.

Em 2020, a empresa possuía um total de 1.301 lojas espalhadas pelo Brasil e empregava, aproximadamente, 38 mil colaboradores. Nesse mesmo ano, o Magalu faturou R$ 36,11 bilhões e se tornou a terceira maior varejista do país.

4. Via

A Via, antiga Via Varejo, nasceu em 2010, por meio da fusão entre Casas Bahia, pertencente à família Klein, e Ponto Frio, pertencente ao Grupo Pão de Açúcar até o ano de 2019, quando saiu da operação. Porém, apesar da fusão ser considerada recente, as empresas foram fundadas na década de 50.

Recentemente a empresa passou por um rebranding, deixando o nome Via Varejo para trás e passando a ser somente Via. O Ponto Frio também teve uma alteração no nome, passando a se chamar somente Ponto. 

Em 2020, a empresa ainda não estava muito avançada do ponto de vista tecnológico e, por conta disso, saiu um pouco atrás quando o Covid obrigou o fechamento das lojas, levando o faturamento para próximo de zero por alguns dias. 

Porém, com grande mérito, a equipe da Via conseguiu superar a situação, transformando os vendedores que estavam em casa em consultores de vendas no digital, por meio da iniciativa de muito sucesso batizada de “Me Chama no Zap“. 

Com o sucesso das iniciativas e recuperação das vendas, a empresa obteve resultados satisfatórios, faturando R$ 34,45 bilhões no ano passado. Além disso, a Via é responsável por empregar, aproximadamente, 47 mil funcionários nas 1.052 lojas espalhadas pelo Brasil.

5. Lojas Americanas

A Lojas Americanas foi fundada em 1929 em Niterói, no estado do Rio de Janeiro. A empresa possui seu capital aberto desde a década de 40, sendo uma das empresas listadas mais antigas da atual bolsa brasileira, a B3. 

A empresa atua com a bandeira Lojas Americanas nas lojas físicas e com a americanas sa no ambiente digital. Além disso, possui várias outras empresas em seu leque, como, por exemplo, Submarino, Shoptime, Ame, Let’s, além de várias outras.

Em 2020, a empresa faturou R$ 24,45 bilhões, garantindo a quinta colocação no ranking. A companhia emprega, aproximadamente, 23.790 colaboradores e possui 1.707 lojas, sendo a maior em número de lojas dentre as 5 principais do ranking.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui