A crise do COVID-19 foi acompanhada de perto por toda a indústria ao longo de 2020, cortesia da devastação que causou nas operações de varejo. As lojas foram fechadas à força, os funcionários foram dispensados ​​ou despedidos, o aluguel foi ignorado, as cadeias de abastecimento foram sobrecarregadas.

Agora, em 2021, por mais que o período de incertezas e pânico por conta da situação desconhecida tenha passado, a pandemia ainda está muito presente e continuará moldando o cenário. De fato, a capacidade da crise de causar mais problemas, ou amenizá-los, dependendo de como o mundo se recupera, talvez tenha grande efeito sobre o setor neste ano.

Abaixo estão listadas 5 tendências que estarão presentes no varejo neste ano de 2021, de acordo com a declaração de diversos especialistas do segmento e baseado em pesquisas que abordam sobre o assunto.

1. A Morte dos Varejistas Vulneráveis

5-tendências-do-varejo-em-2021-a-morte-dos-varejistas-vulnerávies

A pandemia COVID-19 teve o efeito de consolidar vários anos de crescimento do comércio eletrônico em questão de meses. Provavelmente, também teve um efeito semelhante nas falências do varejo de diversas empresas. 

As falências em 2020 atingiram níveis nunca vistos há mais de uma década, já que a pandemia prejudicou fortemente o tráfego para as lojas e as forçou a fechar as portas de uma hora para a outra. 

Agora em 2021, a pandemia continua, e os varejistas sem dinheiro, que estão altamente endividados, sofrendo quedas severas e persistentes nas vendas, ou alguma combinação desses fatores, estão vulneráveis ​​à falência ou desaparecimento total. 

2. Alguns Pivôs Pandêmicos podem não se manter

5-tendências-do-varejo-em-2021-alguns-pivos-pandemicos-podem-não-se-manter

Para os varejistas, durante a pandemia, fazer mudanças rápidas e se reinventar significava sobrevivência. Quando as lojas começaram a oferecer retirada na calçada e pagamentos sem contato, transformaram alguns locais em depósitos online, o propósito de uma loja foi redefinido. Mas, com o lançamento das vacinas, algumas mudanças podem não estar aqui para ficar. 

A pandemia derrubou testadores de maquiagem e provadores, e quando os clientes retornaram às lojas físicas, os varejistas terão que reimaginar o varejo experimental. À medida que  aumenta a demanda por ofertas de atendimento sem contato, como compras online e autoatendimento nas lojas, os varejistas buscarão maneiras de tornar esses serviços mais sustentáveis ao longo do tempo.

O crescimento foi deixado de lado durante os estágios iniciais da pandemia, quando um número recorde de lojas fechou definitivamente e a sobrevivência se tornou a principal prioridade dos varejistas. 

Neste ano, provavelmente os varejistas terão mais tempo para se concentrar novamente na inovação, como, por exemplo, o uso de realidade aumentada para testar cosméticos, tecnologia de checkout automatizado e plataformas de vídeo em grupo. Porém, só o tempo dirá quais mudanças foram feitas para durar.

3. Omnichannel ainda mais fortalecido

5-tendências-do-varejo-em-2021-omnichannel-ainda-mais-fortalecido

Em 2021, 29% dos consumidores de supermercado e hortifruti disseram que pretendem comprar tanto online quanto offline. Em 2019 esse índice estava em apenas 13%, segundo a pesquisa “Jornada Omnichannel e o futuro do varejo”. O levantamento foi feito pela Social Miner, em parceria com Opinion Box, Compre & Confie.

A mesma pesquisa revelou que, no segmento de Moda, Acessórios e Beleza, o número de pessoas dispostas a mesclar seu consumo entre lojas virtuais e lojas físicas chega a 54%. Já para o público de Eletrônicos e Informática, 24% têm preferência por comprar exclusivamente online, contra 18% que pretendem consumir apenas em lojas físicas.

Dados como esse comprovam que, a cada ano que passa, o varejo deve oferecer comodidade ao seu cliente, eliminando qualquer atrito no momento da compra. Oferecer o máximo de possibilidades, dando aos consumidores a autonomia de comprar onde, quando e como quiserem é de suma importância para mantê-los fiéis à marca.

4. E-commerce ainda mais relevante

tendências-do-varejo-em-2021-e-commerce-ainda-mais-relevante

Por conta da pandemia, as pessoas ficaram mais conectadas e isso não é segredo para ninguém. Como prova disso, o e-commerce cresceu 47% já no primeiro semestre de 2020, segundo pesquisa da Ebit | Nielsen em parceria com a Elo. O número representa o maior aumento desse comércio dos últimos 20 anos.

Dados como esse traduzem o cenário vivido pelas empresas no ano de 2020. As organizações que possuíam lojas físicas e não possuíam um comércio eletrônico, passaram a investir nesse modelo também. Além disso, registros de casos de negócios que abriram 100% online podem ser destacados como influentes na melhora deste número.

Do lado dos consumidores, a mudança de hábitos também contribui para esse aumento. Muitas pessoas que tinham certo receio de comprar online, acabaram fazendo suas primeiras experiências de compra online durante a pandemia do Coronavírus. 

Com suas demandas sendo atendidas a um preço justo e entrega em um prazo coerente no digital, as pessoas se sentiram mais seguras e voltaram a comprar nesse modelo, e a tendência é que esses números se mantenham em 2021 e nos anos seguintes.

5. Delivery

5-tendências-do-varejo-em-2021-delivery

Se antes o delivery estava associado apenas a restaurantes, essa dinâmica foi mudada e promete ser uma das fortes tendências do varejo para o ano. O modelo foi atribuído em diferentes tipos de negócios, como: restaurantes, padarias, farmácias, lojas de bebidas, perfumarias, entre muitos outros.

Segundo a mesmo estudo realizado pela Ebit | Nielsen, 72% dos brasileiros começaram a usar, ou já estão usando, mais aplicativos de delivery depois da pandemia.

De acordo com especialistas da Nielsen e os participantes do estudo, a razão principal para estes números é a praticidade em não precisar sair de casa. Além disso, esse número foi potencializado pelos decretos de fechamentos de bares e restaurantes.

Mesmo com a reabertura dos negócios, o delivery segue como uma forte tendência para 2021 e os anos seguintes, pois, cada vez mais, oferece uma experiência satisfatória para os clientes.

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui