Quando os líderes veem seus melhores talentos alcançarem resultados bons nos negócios, faz com que eles, com certeza, tenham ainda mais interesse de ter mais pessoas com habilidades semelhantes para se inscrever e ingressar em suas empresas.

Felizmente, qualquer organização pode atrair candidatos com maior probabilidade de ter um desempenho superior e uma boa adequação cultural, usando algumas estratégias simples para desenvolver uma proposição de valor para o funcionário.

Um Case de sucesso é a Apple, que adicionou o reembolso integral dos gastos em educação para os trabalhadores à sua lista de benefícios para funcionários, alguns espectadores podem ter dito: “Que investimento extraordinário em seus funcionários” ou “Que ótima maneira de desenvolver sua força de trabalho e também reter funcionários talentosos”. 

Mas no Vale do Silício, aqueles diretamente envolvidos na busca pelos melhores talentos perceberam que, da mesma forma que a Apple cria produtos inovadores, havia criado também uma estratégia de atração que diferenciava a empresa de seus concorrentes, e que apelava diretamente ao tipo de funcionário que queria contratar. 

A marca de empregos brilhantemente definida da Apple não apenas atrai pessoas com um forte desejo de aprender e crescer, mas também diz muito sobre a cultura da empresa e o que ela valoriza. Portanto, como a Apple sem dúvida sabe, trabalhadores talentosos valem o esforço necessário para recrutá-los e contratá-los. 

Contudo, para que um varejista entenda quais os principais fatores que irão atrair as pessoas certas para sua organização, é preciso fazer uma análise interna para não só criar sistemas de atração para essas pessoas, mas também reter esses talentos o máximo possível.

Diante desse contexto, o conteúdo apresenta quais os principais fatores de atração no varejo, com o objetivo de auxiliar na tomada de decisão dos varejistas que buscam contratar determinados perfis de colaboradores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui