Novos conceitos, estudos sobre o cérebro e redes sociais são alguns dos assuntos que diariamente impactam setores de marketing e agências de criação. Além disso, esses temas impulsionam inovações na busca por maior sucesso, mais intimidade com o cliente ou, simplesmente, mais atenção do que a concorrência.

Por sua vez, a pandemia exigiu diversas mudanças no varejo. Por conta disso, todos os setores estão na busca de inovações para gerar mais resultados nas redes sociais, e no segmento de supermercados não é diferente.

Além de ter um calendário de publicações definido, também é importante ter uma estratégia por trás do layout das publicações. O objetivo desse artigo é mostrar como a aplicação de uma metodologia do Netflix impactou as publicações de uma rede de supermercados. 

conceito-netflix-aumenta-em-500-o-engajamento-em-post-de-supermercado

Qual a importância do layout ?

Tornar zonas frias em zonas quentes de loja, impactar visualmente os clientes e potencializar corredores com placas indicativas são, além de vários outros, fatores que acontecem todos os dias nas lojas físicas. Porém, esses mesmos fatores se aplicam ou são irrelevantes no mundo digital?

Assim como no mundo físico, o layout visual de um post em uma rede social, como facebook ou instagram, tem uma importância enorme na forma como reflete no cliente, afinal, comunicação não é somente o que se fala, mas sim o que o cliente entende. 

A simplicidade, sensação de continuidade e provocação para ações no subconsciente do cliente são alguns pontos que podem ser feitos por meio de uma cor, frase e disponibilidade de alguma indicação, como, por exemplo, “siga” ou “70% de desconto”, e tem imenso potencial de influenciar os clientes no processo de tomada de decisão.

Antes mesmo de mostrarmos o layout final de um post que chegou a ser 500% mais relevante que um post “comum”, com o mesmo produto no mesmo valor, é de suma importância entender o contexto teórico e técnico dessa metodologia visual aplicada. Ou seja, é importante entender os motivos que fizeram a publicação se tornar viral. 

O conceito Netflix e o Cérebro Humano

“você viu o filme do ator… nossa, daquele ator que faz o filme tal… nossa, fugiu da cabeça o nome…”

É muito comum que situações como essa aconteçam no dia a dia das pessoas. Essa sensação é, em comparativo, a mesma que a Netflix provoca quando expõe na tela inicial os filmes em diagonal e o último filme do lado direito tem sua “capa” cortada ao meio, a sensação de curiosidade.

Ao exibir apenas uma parte da imagem, a consequência desse layout visual é a ação do cérebro em enviar instintivamente comandos motores (clicar para a direita) para que solucione tal curiosidade de descobrir qual é o filme.

conceito-netflix-aumenta-em-500%-o-engajamento-em-post-de-supermercado-o-conceito-netflix-e-o-cerebro-humano

Dados importantes:

  1. O cérebro humano esquece quase tudo que está no meio de uma frase, portanto, colocar um filme importante no começo e outro no final é uma obrigação
  2. 95% dos processos cognitivos são inconscientes, ou seja, operados sem o controle racional.  Só é possível gerenciar os 5% restantes

Com esses dados, 3 respostas mostram o porque as pessoas passam tanto tempo na busca por um filme na Netflix, são elas:

  1. O layout da tela instiga o usuário a ir continuamente para direita
  2. Quase sempre as pessoas não optam pelos filmes do meio por uma questão de memorização
  3. É provável que, caso o usuário não tenha entrado no aplicativo já decidido de qual filme irá assistir, sua escolha terá prioridade na primeira fileira ou no primeiro ou último filme da fileira em diagonal

Aplicação prática em Supermercado e seus resultados

Essas tarefas de percepção  aos estímulos visuais executadas pelo cérebro humano motivaram o Ricoy Mercado Gourmet a aplicar a teoria à prática e o resultado foi formidável.

Conforme dito anteriormente, foram feitas duas publicações, uma “comum” e outra com a metodologia e técnicas explicadas acima. Sendo assim, as imagens e suas diferenças ficaram da seguinte forma:

conceito-netflix-aumenta-em-500%-o-engajamento-em-post-de-supermercado

As diferenças entre os posts

No primeiro post, mesmo que haja outros produtos na mesma publicação, cada imagem mantém o foco em um único produto por vez, sem indicar continuidade de maneira visual.

Suas principais características são:

  • Produto centralizado
  • Preço do lado esquerdo
  • Fundo escuro para sobressair o produto

Este primeiro post é mais imediatista e, como há menos detalhes, também causa uma relação maior com o público masculino e com consumidores que buscam comparações de preço entre mercados.

O fato da imagem do fundo (que seria uma experiência, um momento) estar escura, também constrói uma relação mais “fria” do post com consumidor e o foco no produto é mais evidente, mas sem causar emoção.

Já o segundo post provoca a continuidade e, por consequência, o foco na quantidade a oferecer. As principais características presentes são:

  • Produto centralizado e próximo produto do lado direito
  • Preço do lado esquerdo e próximo preço do lado direito
  • Fundo mais claro, suficiente para estar nítido aos olhos do consumidor, mesmo que inconsciente

Os tantos detalhes a mais que a imagem possui tem o objetivo de causar uma reação de oportunidade e de um local completo para o consumidor, afinal, em meio a sensação de continuidade, o inconsciente do consumidor irá trabalhar de uma maneira instintiva de que aquele local tem mais a oferecer.

As imagens de fundo fazem referência a momentos e experiências, e o fato estarem mais nítidas do que no post 1 objetiva criar uma relação mais prazerosa e positiva entre o mercado e o consumidor, correlacionando a aquisição do produto com uma situação específica.

Por último, exibir mesmo que em imagens pequenas os próximos produtos como se fosse uma linha do tempo aumenta as chances de que o cliente queira ir até o final, afinal, o cérebro humano possui uma necessidade de completar imagens e seguir direções. No português claro, é ter a satisfação de completar uma tarefa por ter ido até o fim da publicação e ter visto todos os produtos.

A comprovação do sucesso pelos dados

Aplicar uma teoria e ver um resultado visual diferente é, de fato, muito satisfatório. Corporativamente falando, é uma tarefa que traz consigo inovação e compartilhamento de conhecimento entre empresa e agência. Entretanto, se torna essencial comprovar o feito.

A diferença elevada de visualizações do post 1 para o post 2 foram proeminentes e constataram a exploração das metodologias e técnicas.

No facebook, houve um aumento de:

  • 170% das pessoas alcançadas
  • 400% em número de curtidas
  • 223% em número de comentários
  • 250% em cliques 

No Instagram teve um aumento em:

  • 500% em número de curtidas
  • 300% em ações executadas
  • 54% em contas alcançadas

*Nenhum número sequer do post 2 foi abaixo do post 1.

Conclusão

O processamento visual tem importância primitiva e essencial em todos os aspectos da vida cotidiana, além de trazer reflexos e tomadas de decisões. Abaixo estão dispostos alguns dados que mostram como o cérebro aprende, tem percepções e sofre impactos a partir dos 5 sentidos, de acordo com experimento feito pela Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) da USP.

  • Visão: 83%
  • Audição: 11%
  • Olfato: 3,5%
  • Tato: 1,5%
  • Paladar: 1%

Visto o exemplo da Netflix, da publicação do supermercado e dos resultados em números, a teoria mostra seu potencial e, provavelmente, será frequentemente replicada por várias empresas do varejo.

Para o supermercado, foi uma inovação visual que teve impactos positivos não somente nas redes sociais, mas também em vendas e, principalmente, na memória do consumidor. 

A lição que fica dos motivos apresentados na construção do segundo post é que as marcas não só competem umas com as outras, mas sim contra o cérebro das pessoas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui