A entrada em novos mercados ou segmentos, a criação de novos produtos ou serviços, sofisticação dos já existentes, são alguns dos problemas a serem resolvidos com constância nas organizações, especialmente de grande porte.

Isso, portanto, inevitavelmente garante o aumento da complexidade organizacional, o que faz com que os desafios também se tornem mais complexos nas organizações. Neste conteúdo é apresentado a importância de saber abordar problemas complexos e como analisar e resolver esses problemas no contexto varejista.

Uma pesquisa da Harvard Business Review de 2015 sugere que 43% dos gestores de negócios indicam que a complexidade retarda o crescimento, impede sua capacidade de responder rapidamente às ameaças da concorrência e interfere nas tomadas de decisões eficazes. 

Esse contexto mostra que resolver a complexidade torna-se uma habilidade valiosa para as organizações. Uma pesquisa do Fórum Econômico Mundial indica que a solução de problemas complexos será a habilidade mais importante para a força de trabalho em 2020.

Porém, a resolução de problemas complexos não é uma habilidade fácil de adquirir. Saber quais abordagens utilizar, quais caminhos seguir e aprender com a experiência própria e de outros é um dos passos a ser seguido no processo de desenvolvimento dessa habilidade.

A resolução de problemas complexos naturalmente traz diversas variáveis que podem influenciar os resultados da tomada de decisão. Nesse sentido, a busca por ferramentas e caminhos que podem auxiliar para chegar a uma decisão é crucial nesse processo.

Portanto, entender como quebrar grandes problemas em pequenos pedaços de forma MECE, sabendo priorizar quais deles vão ter mais impactos e com alta viabilidade pode ser visto como uma síntese de todos os pontos abordados acima.

Na gestão do varejo, entender como o consumidor se comporta e adequar as melhores práticas a esse comportamento sem perder eficiência operacional é um dos maiores desafios generalistas que, em muitos casos, podem ser suportados por essas ferramentas que auxiliam na gestão e resolução de problemas complexos.

Nesse sentido, fica evidente quão importante é a busca do desenvolvimento dessa habilidade, seja através de cursos, atividades individuais ou até mesmo dinâmicas entre os colaboradores. A forma como o treinamento será realizado depende do contexto e objetivos da organização, porém o que não pode ser deixado de lado é a importância que deve ser dada a esses problemas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui